Promessas de Ano Novo

Escrevo hoje para agradecer aos amigos que me escreveram pelo meu aniversário e curtiram o que minhas queridas filhas escreveram. Escrevo também em homenagem a minha amiga Cris que hoje me deixou um cartão lindo de parabéns com o desenho de uma mulher de camisola discreta e meias pretas. Na mosca, querida. Na vida, acredite, tudo passa, menos a camisola de seda e as meias 7/8. Eu me exponho através da escrita há 50 anos. Desde o curso preparatório para admissão ao ginásio, no Colégio Franco Brasileiro. Eu era magra (ó saudade!), tímida, fóbica, mas quando a professora pedia voluntários para ler em voz alta a redação, em frente à turma, eu sempre levantava a mão. A escrita para mim é o cami

O esforço de ser bom e o esforço de ser justo

Hoje, pensando sobre o lançamento do meu livro Fronteiras me peguei considerano como o esforço para ser Bom é diferente do esforço para ser Justo. Nos dias que antecederam o lançamento do Fronteiras eu estava tão envolvida no esforço de ser uma pessoa boa que fui injusta com meu romance querido. Em geral, eu pego no pé das pessoas antes do lançamento dos meus livros. Mando o convite duas vezes, marco no FB, enfim, faço barulho. Um livro, no Brasil, tem poucos meses para ser lido, antes de ser substituído por outros lançamentos nas livrarias. Porque estava exausta da minha eterna batalha para não ser malvada nessa vida, deixei de marcar em cima. Claro que a noite foi muito legal, os amigos

Posts recentes
Arquivo

© 2015. Site desenvolvido por Agência e-Plan