Diário da Peste 23

Uma das dificuldades maiores da nossa época é aceitar o feedback negativo.

Esse será um efeito positivo da Peste. Nosso esforço vem sendo, há muito tempo, a favor da auto complacência em todas as formas. Sendentarismo, obesidade, simpatia com nossos vícios, tolerância com nossos erros. Isso sem contar a busca pelo fracasso. É mais fácil se achar um gênio incompreendido do que refazer seu próprio trabalho dez vezes porque alguém que pode financiá-lo apontou um erro.

Sei disso porque, com ou sem isolamento, escrevo livros e roteiros que recebem feedback. Leio trabalhos alheios que preciso avaliar. É preciso coragem para expor um roteiro ao crivo de alguém. É preciso coragem para dizer para um roteirista que, apesar da criatividade e do talento, o argumento, escaleta, roteiro, precisa ser refeito.

Sou realista. Penso que a Peste nos retornará para a importância do Feedback negativo. Como lutar bem sem prestar atenção quando alguém nos diz: não vá por esse caminho?

O consultor científico da Casa Branca declarou que o isolamento um mês antes teria poupado milhares de vidas. Uma médica cearense morreu no dia 10/04 de Covid-19 depois de sucessivas declarações contra o confinamento por causa de uma gripezinha.

Ninguém precisa seguir os críticos de suas ações (ou de seus textos!). Basta considerar: aquele com quem se trabalha (ou para quem se trabalha) pode estar certo e nós estarmos errados.

A questão é que trabalhar pode ser vender acarajé e mate por aplicativo como atestam dois empreendedores cariocas, Rosa Perdigão e Rodnei Silva. Ou os profissionais que estão ensaiando elenco e ministrando pilates online.

Hoje, acordei desanimada com o Isolamento Social. Pensei em não escrever o Diário da Peste. Depois, me lembrei do longo treino em aprimorar meu trabalho mostrando para aqueles que, às vezes, gostam, outras não. E lembrei que, para um criativo, a partilha é essencial. Talvez para todos nós. Ajuda a suportar os dias difíceis.

Coragem, coragem que eu sei que você pode mais, cantou Raul Seixas. Não é que ele estava certo?


Últimos textos
Arquivo

© 2015. Site desenvolvido por Agência e-Plan