Diário da Peste 24

É de rir a rotina doméstica de passar detergente e água sanitária em tudo. Álcool em cacho de banana, realmente! Minhas mãos, acostumadas apenas com o teclado de computador e pele humana, estão descascando da limpeza permanente.

Hoje, decidi cuidar do trabalho criativo remunerado antes de escrever esse diário. Antes também de lavar, passar, aspirar a casa. Só abri exceção para o minúsculo tablete de chocolate que lavei com sabonete antes de abrir faminta.

Preparei também uma live que farei segunda-feira aberta a contadores de histórias em geral. De todas as profissões. Penso que será útil, porque um pouco de técnica de contar histórias sempre ajuda. Repertório de histórias ajuda. Será uma aula sobre como preparar um argumento de ficção. E será grátis porque acredito que será útil para quem, nos 27 estados, está vivendo esse momento estranho. Sem falar no noticiário, incrível, fantástico, extraordinário.

Quem tiver interesse, é só informar o email inbox entrar no www.autoria.com.br ou www.escoladeseries.com.br. Vamos conversar sobre histórias, literatura, séries, filmes porque a Peste está muito chata. Além de cada vez mais assustadora.

Últimos textos
Arquivo