Diário da Peste 33

Escrevi o Diário da Peste, ontem na raça. Publiquei quase à força.

Aí vieram os comentários de pessoas a quem admiro, fora as curtidas dos poucos leitores. E eu me senti recompensada por minha oscilação de humor durante a Peste ter tocado as pessoas.

Hoje, 29/04, às 16 horas, farei uma live sobre adaptação de literatura para séries de TV. Eu e meus assuntos solenes de ex-menina Nerd. Eu já era assim antes da palavra ser assumida como conceito.

Perfeccionista, comecei ontem a assistir “O último ato” com Al Pacino, filme adaptado do livro de um autor que adoro. Philip Roth. Resultado: oito minutos de monólogo de Pacino e comprei a versão Kindle de “A humilhação”. Para comparar as duas.

Vejam como um perfeccionista age... crítico do trabalho alheio e, ao mesmo tempo, no esforço de aprender com o criticado o que não deve fazer.

Fui convidada para adaptar um clássico da literatura para áudio livro. Um prazer e uma honra, porque o clássico é maravilhoso.

Tem hora que me sinto como uma mulher que cobra do cliente enquanto tem orgasmos múltiplos. Ganhar adiantamento agora, ganhar royalties enquanto eu viver que ficarão de herança para minha descendência por 60 anos!

Como consigo isso? Abrindo mão dos meus defeitos mais graves. Reconhecendo minha ignorância e estudando o tempo todo. Evitando as “panelas” que me rechaçam a priori pela minha dificuldade em superar a tagarelice e a independência. Tentando me manter distante dos invejosos.

A tagarelice é fruto de ansiedade represada. Essa tenho conseguido limitar. Rivotril, vinho...evitar os alvos. A maioria das pessoas conhecidas acredita que ouvir inquietações é para terceirizados pagos. Já acreditei nisso. Como não acredito mais, eu as poupo.

A independência é incurável. A cada dia que passo identifico mais paranoicos ao meu redor. Nas relações pessoais, profissionais acreditam que estão 100% certas.

Não gosto de paranoicos. Não gosto de invejosos.

Sobra a interação com pessoas que aceitam as minhas limitações e precisam das minhas qualidades. Essas são as essenciais.

Últimos textos
Arquivo

© 2015. Site desenvolvido por Agência e-Plan