O primeiro gole

Uma pessoa muito inteligente e muito intensa que me disse o seguinte a respeito do seu DNA inconformado e raivoso: resisto dez vezes por dia a tomar o primeiro gole. Perfeito. Eu também. Reagir à raiva é o primeiro gole. Insistir no que não tem jeito é meu primeiro gole. O pior, no meu caso, é que não fico raivosa. Fico triste. Fico triste com os que não gostam ou evitam pessoas vulneráveis, especialmente mulheres vulneráveis. Fico triste com os que dizem ser solidários às causas que importam e na esquina esquecem. Fico triste com aqueles que ficam esperam ser procurados, convidados pelos chiques a valer, e ignoram os que não são das suas turmas. Os narcisistas empedernidos. Os empatia zero

Posts recentes
Arquivo