Diário da Peste 49

Pose Quarta, 1/07, minha live gratuita será sobre Storytelling na TV. Ou sobre Realidade e Ficção. A série Pose deveria ser adotada nas escolas para jovens. Seus pais deveriam assistir, aprenderiam que no Amor todos têm medo e mentem. Ou se omitem. Somos descuidados quando não cruéis no amor. Temos preconceitos. Espero que os que me leem aproveitem o embalo e assistiam stand up na TV. É storytelling também. Dave Chapelle. Dana Carven. Chris Rock. Rindo, brincando, fazendo rir, o humorista constrói um personagem, Do contra. Se pais e filhos assistissem ririam mais de si mesmos. E chorariam de remorsos. Lágrimas e risos são melhores do que opressão. A diferença entre um artista – como Ryan M

Diário da Peste 48

River é uma série BBC que me provocou um estalo em relação ao ressentimento. A principal fonte de ressentimento é achar que a realidade ou as pessoas deveriam ser diferentes do que são. A segunda fonte de ressentimento é a gente não fazer o que precisa fazer com ou se desvencilhar das pessoas que nos fazem mal e depois ficar remoendo aquilo até enlouquecer . Ou deixar que as pessoas nos enlouqueçam. O mais interessante é que as pessoas fazem yoga, vão a centros kardecistas, fazem retiro budista, estudam, trabalham, são bem sucedidas... Mas continuam querendo que pessoas e coisas sejam o que não são. Algumas fazem terapia e, de certa forma, pioram sua natureza ressentida. Porque na terapia

Diário da Peste 47

Amargura Recreativa Anjo da Guarda. Ou Sincronicidade. Para mim, a permanente vigilância do meu Anjo explica eu ter me deparado com a 50º pílula de “Acolhendo o indesejável” no sábado à noite depois de passar uma hora no Zoom tomando um vinho com uma pessoa querida. Dei uma checada no Instagram (enquanto juntava coragem para lavar a louça) e me deparei com essa expressão precisa, tudo a ver: amargura recreativa. Ficar falando mal das pessoas que merecem que falemos mal, mas só falar, só colocar defeito. Sem boletim de ocorrência. Sem demitir quem não atende às nossas necessidades. Sem abaixo assinado. Sem dar baixa, no coração, na carteira, nas urnas. De que adianta reclamar dos outros e n

Posts recentes
Arquivo