top of page

El breve espacio en que no estas


Conheço um bocado de gente que não gosta de mulheres veementes. Assertivas. Dizem que são antipáticas. Que deveriam ser mais suaves, mais leves, menos exibidas, menos duronas. Essas avaliações depreciativas são usadas especialmente para fins de discriminação. No amor e no trabalho.

Li uma entrevista da Carolina Dickman na revista “Ela” e uma frase me chamou a atenção: uma mentira contada muitas vezes, vira verdade.

É difícil encontrar no amor ou no sexo quem não se intimide ou quem não combata mulheres veementes.

No trabalho, a mesma coisa.

Uma mulher veemente que “se entrega cual si hubiera sólo un día para amar” se não tiver muita resiliência e capacidade de se superar , corre o risco de ser destruída pelos opositores.

Mulher veemente, no trabalho e na cama, precisa estar o tempo todo duas doses acima de sua própria barra de salto. Com um pouco de sorte, consegue.

Komentar


Últimos textos
Arquivo
bottom of page