Fernanda Montenegro



Sexta, 25/05/2022, assisti à posse dela, a grande dama do teatro brasileiro, na Academia Brasileira de Letras. Discurso de posse emocionante, um resgate da trajetória dela e dos que fizeram e fazem do palco o mundo que acolhe, explica, transforma a realidade que vivemos. Meu pai, Nelson Rodrigues, foi citado várias vezes. Meu livro “Nelson Rodrigues por ele mesmo” também. Fiquei muito feliz de ter ido, apesar da tortura de usar sapato de salto com meu joelho em padarecos como está. Fiquei com pena de não dar um beijo em Fernanda, minha querida amiga a quem admiro tanto. Mas a fila de cumprimentos era imensa. Fica aqui nossa foto, eu, Fernanda, a família de minha irmã, Maria Lúcia Rodrigues, no último espetáculo “Nelson Rodrigues por ele mesmo” do qual tenho fotografia.

Últimos textos
Arquivo